segunda-feira, 22 de junho de 2015

Brincadeiras tradicionais.

JOGOS E BRINCADEIRAS TRADICIONAIS.


Cinco Marias

Pula Elástico



Clique nas imagens para copiar

Fonte: Revista: Curso de Férias - Novo Educador Especial - Editora Alto Astral

terça-feira, 12 de maio de 2015

Atividades de matemática: Histórias matemáticas

Situações problemas.




Fonte: A Maneira Lúdica de Ensinar Fatos e Operações - Editora FAPI.
Clique nas imagens para copiar.

terça-feira, 5 de maio de 2015

Trabalhando Ciências com a Educação Infantil ou Séries Iniciais.






Fonte: Revista Atividades para Professores da Educação Infantil.

As crianças vão amar essas atividades práticas dos conteúdos de ciências (meio ambiente, fenômenos da natureza). É muito melhor assim, descobrir as coisas da vida, com atividades interessantes. Elas podem ser desenvolvidas com os alunos da Educação Infantil ou do 1º e 2º anos. 

domingo, 3 de maio de 2015

Atividades de matemática: Sequência numérica e antecessor e sucessor.


Atividades de sequência numérica e  noção de quantidade.


Esta atividade pode ser incluída com as atividades do Livro Romeu e Julieta.
Para ver a postagem do livro, clique aqui.



Atividades de sucessor e antecessor.


segunda-feira, 27 de abril de 2015

Atividades: Formas Geométricas.

Formas Geométricas: atividades para o 1º ano e Educação Infantil.




Fonte: Guia Prático para Professores de Educação Infantil.


quinta-feira, 23 de abril de 2015

Arte: Releitura, Volpi

Sequência Didática

Festa Junina: Releitura das obras de Alfredo Vopi.


Clique nas imagens para ler e copiar.



Fonte: Guia Prático para professores de Educação Infantil.

Olá! Sei que ainda não é época de Festa Junina, mas junho logo estará chegando, achei essa sequência didática muito criativa, e o professor, a partir dessa tema, pode trabalhar com outros conteúdos como: sequência numérica, noção de quantidade, situações problemas do campo aditivo e multiplicativo e outros.  
Gosto muito desta Revista  Guia Prático para professores de Educação Infantil, as atividades, além da Educação Infantil, podem ser adaptada para as séries iniciais do Ensino Fundamental, vale a pena frequentar Sebos para comprá-la com um precinho mais acessível.  

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Atividades para trabalhar com tabela e gráfico.


TABELAS E GRÁFICOS.


O trabalho com tabelas e gráficos deve-se iniciar desde a Educação Infantil, pois faz parte do programa curricular e está presente no dia a dia dos alunos. O professor deve ter atenção em contextualizar as atividades em papel, como essas que estou deixando aqui, por exemplo, não tem sentido, entregar uma atividade xerocada desta do sorvete, sem antes fazer com os alunos uma lista com os sorvestes preferidos da turma, fazer uma tabela com os mais votados e introduzir o gráfico. Só depois, pode-se entregar a atividade para sistematizar e ou avaliar o conteúdo. 


Essas atividades podem ser introduzidas em vários conteúdos das séries iniciais,  jogos preferido, a idade dos alunos da sala, pontuação dos jogos, animais de estimação e outros. Quando o professor for trabalhar com um determinado tema gerador  ou projeto deve pensar se nas atividades é possível explorar tabelas e gráficos.


Fica a dica, espero que gostem, Zélia.

Fonte: A Maneira Lúdica de Ensinar Fatos e Operações - Editora FAPI

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Dicas para o professor cuidar da voz.

Como cuidar bem da sua voz

O cuidado com a voz é importante para o bem-estar do professor e também colabora com a prática pedagógica


Página 1 de 2>>|
 A professora fez um tratamento e mudou seus hábitos  em sala após o aparecimento de nódulos na garganta. Foto: Patricia Stavis
Problema e mudança A professora Alexandra Hardt Carlini, do Colégio Piramis, fez um tratamento e mudou seus hábitos em sala após o aparecimento de nódulos na garganta.

O professor faz parte de uma das categorias profissionais que mais se comunicam oralmente durante o trabalho. Todos os dias, fala por várias horas para cerca de 30 pessoas, frequentemente em um ambiente com interferências externas, o que o leva a forçar cada vez mais a voz. Sem entender os sintomas, muitos levam essas situações até o limite, quando as cordas vocais estão feridas, o que interfere na rotina de trabalho. 

Segundo Leslie Ferreira, coordenadora do Laboratório de Voz (Laborvox), da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), cerca de 60% dos docentes apresentam sintomas como rouquidão, cansaço ao falar, disfonia e pigarro. Fabiana Zanbom, fonoaudióloga do Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro), acrescenta: "Como há pouca informação sobre o tema, muitos professores não procuram ajuda e a maioria chega ao consultório médico já com alterações de voz". Para ela, a orientação durante a faculdade de Pedagogia e os cursos de licenciatura poderia colaborar para que esse tipo de problema se tornasse menos comum. 

Quem já chegou ao limite precisa buscar atendimento médico, mas o melhor caminho é a prevenção. O Ministério da Educação (MEC), no entanto, não tem um programa voltado a evitar os distúrbios vocálicos. E, embora muitas redes de ensino promovam ações nesse sentido, a maior parte delas é pontual e não existe mais. Faltam, portanto, programas permanentes que orientem os educadores. 

Para tentar preencher essa lacuna, foi criado em 2011 um grupo de discussão no Ministério da Saúde. A iniciativa não é exclusivamente para escolas e nos próximos meses deve ser lançado um documento com indicações para garantir ambientes de trabalho mais saudáveis e organizados. As orientações incluem, por exemplo, controle de ruído, ventilação correta e espaços para descanso.

Pequenos ajustes 
  • Mudanças simples em seus hábitos podem colaborar para preservar a sua voz e evitar problemas futuros .
  • Sem ruídos Feche as portas e as janelas para ajudar a manter a concentração da turma e poupar sua voz da competição com o ruído que vem da rua e do corredor. 
  • Postura ereta Ao ficar em pé, você consegue se expressar com mais facilidade e tem um controle maior sobre os alunos. Evitando a bagunça, poupa a voz. 
  • Ajuda do som Converse com a coordenação da escola para que ela disponibilize microfones a todos que necessitam. Faça acordos com os alunos para eliminar os gritos. 
  • Longe do quadro Se você usa giz, o pó pode ser inalado e secar sua garganta. Por isso, fale virado para a turma. A atitude também favorece a comunicação com a classe. 
  • Momentos de pausa Quando os alunos estão fazendo um trabalho em grupos, aproveite para poupar a sua voz para a continuação da aula. 

Um santo remédio Tomar água propicia intervalos e hidrata as cordas vocais. Prefira o líquido a pastilhas, que podem fazer mal, em vez de ajudar.


Tem mais no site da Revista Nova Escola, entre e confira.


terça-feira, 14 de abril de 2015

domingo, 12 de abril de 2015

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Literatura Infantil: Abaré


Sugestão de leitura para trabalhar com cultura indígena.

Essas são algumas páginas do livro Abaré.







Este livro veio nas caixas de literatura infantil - PNAIC, enviados pelo MEC. É um livro com imagens lindas sobre a cultura indígena, ele não tem texto escrito, somente imagens, é ótimo para trabalhar com os alunos a cultura dos índios e para que eles percebam que as imagens também é um tipo de texto e conta uma história.  O reconto e a produção de texto também são outras atividades de escrita.